Coração Teen 11 – Capítulo 25 (Último)

DE ANTHONY VANDERLEY

Coração Teen 11

Esta é uma obra baseada em acontecimentos verídicos e na livre criação artística dos responsáveis sem compromisso com a realidade.

( Cena 01) GALPÃO/NOITE

Instrumental de fundo:

Júlio fica espantado com o que ver em sua frente.

Júlio : Não pode ser!

Sâmya : Por que o espanto?

Carlos : Oi meu filho querido!

Sâmya : Você é idiota viu.

Carlos: Vem aqui dá um abraço em seu pai.

Júlio : Eu tenho nojo de você,  eu não quero saber de você. O que você tá fazendo aqui?  Eu só quero a Deisiane e sair daqui.  Somente isso!  Você foi capaz de fazer aquilo comigo.

Carlos:  Sim,  estava cheio de sua mãe e resolvi dá um susto nela, mas não imaginava que seria tão grave para você.

Júlio : Eles me jogaram em um matagal, eu passei por uma situação horrível.  Você não presta Carlos,  eu Te odeio.

Carlos: Pois é bom você começar a gostar de mim,  pois eu sou capaz de tudo.  A Sâmya fez um papel ótimo.  Ela até gostava de você,  mas sempre foi apaixonada pelo Japson.

Sâmya : Seu pai me procurou quando a gente começou a namorar,  me ofereceu dinheiro e quis que eu ficasse na sua cola.

Carlos : Eu só queria que chegasse esse tempo.  A Sâmya foi lezada e acabou estragando tudo fazendo aquela palhaçada da escola.

Júlio : Vem cá,  o Japa sabia disso?

Sâmya : Aquele idiota não sabia nada!  Agora leva logo ele Carlos.

Carlos: Você vem comigo!

( Cena 02) CASA DE JEANE/NOITE/SALA

Todos chegam à casa de Júlio e Jeane explica o que aconteceu.

Jeane: A Sâmya enviou um SMS.  O Júlio não queria que ficasse sabendo,  então eu peguei escondido e falei com o Adauto que chamou todos vocês.

Adauto: A gente precisa ir lá.

Mika: Mas esse lugar é muito longe.

André : Com meu carro a gente chega mais rápido.

Vitória : Então a gente precisa ir logo.

Lucas: Eu estou com medo do que pode acontecer.  Vamos logo!

Todos se encaminham para dentro do carro.

Jeane: Eu posso fazer uma pergunta?

Lucas : Faça!

Jeane: Eu posso ir?

Todos: Não!

(Cena 03) GALPÃO /NOITE

Instrumental de fundo:

Júlio fica assustado e sem ação.

Carlos: Vamos filho!

Júlio : Você é doente.

Sâmya : Eu já fiz o que tinha o que fazer e agora eu preciso ir.

Carlos: Pra onde você pensa que vai?

Sâmya : Pra casa!

Carlos: Você também vai com a gente.

Sâmya : Eu não posso,  eu preciso ir embora.

Carlos aponta a arma para Sâmya e fala.

Carlos: Tem certeza que não pode ir?

Sâmya : Ta,  eu vou.

Carlos: Eu só irei fazer um negócio e volta já.  Pegue essa arma e fique com ela. Júlio nem pense em fazer algo,  porque a Deisiane está dentro do carro desacordada e o carro está fechado. Estou lhe avisando porque você sempre foi um filho teimoso.

(Cena 04) CARRO/ESTRADA/NOITE

Instrumental de fundo:

Adauto pergunta para André quanto tempo falta.

André: Eu acho que em torno de 15 minutos.

Mika: Por que Adauto?

Adauto: Nada não!

Mika: Alguma coisa é, fala logo.

Adauto: Ai gente eu quero mijar.

Vitória: Agora não!

Lucas: Mas agora Adauto?  Nem inventa.

André: Não podemos parar!

Adauto: Está bem eu seguro, eu acho.

Vitória: Tu não inventa não viu moço.

Adauto: Calada projeto de gente se não eu mijo nos teus pés.

( Cena 05 ) CARRO /GALPÃO /NOITE

Instrumental:

Deisiane acorda meio tonta e tenta se soltar.

Deisiane: O que eles querem meu Deus?  Eu preciso sair daqui, eu preciso.

( Cena 06) GALPÃO /NOITE

Júlio tenta convencer Sâmya.

Júlio : Não faz isso Sâmya,  não estraga tua vida.  Você já é maior de idade e você sabe que pode ser presa.

Sâmya com a arma mirando em Júlio fala.

Sâmya : Fica quieto ai,  não ouse dá um passo.  Eu não vou voltar atrás.

Júlio : Essa história não vai acabar bem pra você.

Sâmya : Se não acabar bem para mim,  também não vai acabar para você.

Júlio : Você não precisa disso,  e você sabe disso.

( Cena 07) CARRO/ESTRADA/NOITE

Instrumental de fundo:

Adauto não aguenta e pede para descer.

Adauto: Eu não vou aguentar!

André: Tem certeza?

Adauto: tenho, para o carro.

Lucas: Não pode parar!

André: Falta pouco,  menos de 03 minutos.

André: Então eu espero.

Mika: Estou nervosa.

( Cena 08) CARRO/NOITE/ EM FRENTE AO GALPÃO

Deisiane consegue se soltar,  mas não percebe que o Carro está fechado.

Deisiane : Droga! Droga!  Eu não vou conseguir sair daqui.

( Cena 09) CARRO /GALPÃO

Eles chegam ao local.

André: Calma!  Mika e Vitória fiquem dentro do carro.  Lucas e Adauto vêm comigo.

Lucas: Vamos!

Adauto: Eu quero mijar.

André: Vamos logo Adauto!

Adauto: Ai gente não vou mijar aqui. Cruscredo só tem mato.

( Cena 10) GALPÃO /NOITE

Instrumental de fundo:

Carlos aparece, pega no braço de Júlio e o leva para a frente do carro.

Carlos: Vamos!

Júlio: Primeiro eu quero ver a Deisiane.

Sâmya: Que garoto chato em Carlos.

Adauto, André e Lucas aparecem para Júlio e o dá o sinal.

Júlio: Está bem Carlos,  mas antes eu quero um abraço seu.

Carlos: Agora você está jogando o meu jogo.

Corta para Adauto:

Adauto: Ai eu quero mijar!

Lucas: Cala a boca Adauto!

André: Xiii

Júlio finge que vai abraçar Carlos e puxa a chave do carro que está em sua cintura.

Carlos: Devolva-me essa chave agora!  Você não tem escapatória.

Adauto,  Júlio e Lucas aparecem e pulam em cima de Sâmya. Lucas pega a arma de sua mão.

Sâmya : Seus idiotas!  ( grita)

Carlos: Devolva-me essa chave agora!

Júlio : Agora você que não tem escapatória.  Acabou Carlos.

Júlio aperta o botão para abrir a porta do carro e o carro explode

Júlio : Não!!!!!( grita )

Carlos: Eu avisei!

Júlio : Não pode ser!

Carlos: Ela não estava ali lesado ( risos).

Adauto urina e faz barulho.

Adauto: Desculpa gente não aguentei.

Carlos: Ou você vem comigo  ou eu mato a Deisiane.  Só eu sei onde ela está.

Júlio : Abaixa a arma Lucas!

Carlos: É bom que todos vocês fiquem aqui.

( Cena 11) MATA/ AO LADO DO GALPÃO

Carlos vai com Júlio ao local, enquanto Adauto,  André e Lucas ficam com Sâmya no galpão.

Carlos destrava a porta do carro.

Instrumental suspense:

Quando Carlos  vai abrir a porta Deisiane chuta seu pênis e sai correndo junto de Júlio.

Carlos : Vocês me pagam nojentos!

André,  Lucas e Adauto  correm para o Carro deixando Sâmya no chão.

Júlio e Deisiane entram no carro.

Mika: Graças a Deus!

Vitória : Cadê os meninos?

Júlio : Pedala André!

Sâmya entra no carro e Carlos acelera.

Carlos: Se eu não os pegar você me paga desgraçada.

Samya: Eu não tive culpa!

Carlos : Calada!  Eu que falo aqui.

( Cena 12) RUA/PERSEGUIÇÃO

André tenta tirar o carro de foco.

Música de fundo:

Mika: aiiiii!

Vitória:  Parece aquelas cenas de filme.

Julio: Vai André não para.

Carlos: Cadê eles?  Sumiram!

Júlio : Conseguimos!!!

Júlio beija Deisiane.

Deisiane: Eu te amo coisa chata.

Júlio: Eu também idiota(risos).

Mika: Somos um grupo perfeito.

André: E essa arma?  O que vamos fazer?

Júlio: Joga ela!  Obrigado gente.  Mas agora precisamos tirar minha mãe de onde eu moro.

( Cena 13) ESTRADA/LIXÃO 

Carlos humilha Sâmya.

Carlos: Você agora vai pro seu lugar.

Sâmya : O que você vai fazer comigo?

Carlos: Você vai ficar aqui no lixo.

Carlos pega no braço de Sâmya e a joga sobre o lixo.

Sâmya: Tira-me daqui,  por favor.

Carlos: Não!  Adeus!

Carlos entra no carro e vai embora.

Instrumental de fundo:

Sâmya vaga em meio ao lixão.

 ( Cena 14) CASA DE JÚLIO /SALA /NOITE

Jeane abraça Deisiane e Júlio.

Jeane: Cadê a vagabunda da Sâmya?

Júlio: Não era somente ela que estava envolvida.

Jeane: Quem estava com ela?

Júlio: Meu pai!

Jeane: O que?

( Cena 15) ESTRADA/ALGUM LUGAR

Carlos anda em alta velocidade.

Carlos: Eles vão pagar caro, eu vou atrás de cada um e vou acabar com eles.

Instrumental de fundo:

Ao tentar se desviar de um carro, Carlos acaba caindo em uma ribanceira, fazendo o carro capotar várias vezes.

Carlos: Preciso sair daqui. Que sorte, estou vivo.

O Carro explode.

( Cena 16)  CASA DE JÚLIO /NOITE/SALA

Jeane fica chocada em saber que seu marido estava envolvido.

Jeane: O Carlos?  Ele ligou para mim,  mas eu não imaginei que ele seria capaz disso. Vamos sair daqui o mais rápido possível.

Adauto: Gente olha esse acidente que acabou de acontecer.  Fechou o trânsito!

Adauto mostra seu celular a Júlio.

Júlio: Perai,  esse carro e o do Carlos.  Ele explodiu?!

André: Explodiu sim,  aqui está falando.  Então ele morreu?  Mas e a Sâmya?

Júlio : Deve ter morrido!  Meu Deus!

Deisiane: Ela fez tanto mal que Deus a castigou.

Jeane: Precisamos saber Júlio se realmente era ele.

Júlio: André,  Lucas,  Mika,  Vitória e Adauto muito obrigado mesmo.  Vocês mostraram que são meus amigos de verdade.  E André eu preciso falar com você.

( Cena 17) CASA DE JAPA /MANHÃ /SALA

André vai à casa de Japa e o surpreende.

André: Como você está?

Japa: Estou bem…  Só que ainda não recuperei os movimentos das pernas.

André: Ficou sabendo do que aconteceu?

Japa: Fiquei o Júlio me contou.  Mas somente um corpo foi encontrado e esse corpo parece que é do pai dele.

André: Sim,  ninguém sabe pra onde foi parar a Sâmya.

Japa: Fiz tanta coisa errada num foi?!

André: O que importa é que você mudou e agora é outra pessoa.

André abraça Japa.

André: Até segunda-feira na escola!

Japa : Até!

( Cena 18) CASA DE LUCAS/MANHÃ /SALA

Deisiane aparece de surpresa na casa de Lucas.

Deisiane: Oi Lucas!  Posso entrar?

Lucas: Claro!

Deisiane: Obrigado por ter me salvado viu.

Lucas: De nada! 

Instrumental de fundo:

Deisiane: Eu queria tanto sentir a mesma coisa que você sente por mim,  mas eu não sinto sabe.  Eu amo você é muito,  mas como amigo.  Eu espero que você entenda.

Lucas: Eu só quero sua felicidade e seu bem.  O que te fazer feliz já basta para mim.

Deisiane abraça Lucas e os dois dão um leve sorriso.

Deisiane: Sua amizade eu não quero perder nunca. Eu gosto muito de você e você sabe disso. Sempre estarei do seu lado.

Lucas: Pode contar comigo também!

Deisiane dá um abraço apertado em Lucas.

Alguns dias depois…

( Cena 19)CEBB/MANHÃ /SALA

Júlio e Deisiane conversam sobre o sumiço de Sâmya.

Júlio: Espero que ela nunca mais apareça.

Deisiane: O importante é a gente estar bem.

Júlio : Eu ainda estou em choque com a morte do Carlos.

Deisiane: Eu sei, mas embora você esteja assim, era preciso.

Júlio: Só assim para termos sossego.

(Cena 20) CEBB/MANHÃ/PÁTIO

Mika puxa assunto com Lucas.

Mika: Oi Lucas!

Lucas: Oi Mika!  Tudo bem?

Mika : Comigo eu sei que estar,  já com você.

Lucas: É…

Mika : Eu sei,  mas o que importa é que ela foi honesta com você.

Lucas: Sim,  claro.  Um dia isso vai passar.

Mika: Será que eu posso te ajudar a fazer esquecer?

Lucas: Isso é um convite de namoro?  De ficar?  De que?  ( risos)

Mika: É um convite do que você quiser. ( risos)

( Cena 20) CEBB/SALA/MANHÃ

Vitória ver que Lucas e Mika estão tendo algo e fica brava.

Vitória : Só eu que agora vai ficar encalhada.

André aparece e fala.

André: Vitória?

Vitória: Oi André!  Algum problema?

André : Eu posso te convidar para sair?

Vitória dá um leve sorriso.    

Vitória: oh mais é claro ( risos)

André : Mais tarde se falamos.

Vitória vai contar a novidade para Mika.

Vitória: Eu e o André ah!

Mika: Eu e o Lucas ah!

Adauto: Eu e o meu travesseiro ah! ( risos)

Mika: Calma Adauto! Você vai arrumar alguém.

Adauto: Homii,  Isso é o de menos.  Estou usando o BPU relacionamentos e já marquei um encontro queridas.  E é mais tarde.

Vitória : Hummm!

Mika: Quem será?  Se for favelado não tem problema você já mora em uma favela num é.

Adauto: Se tu falar mais bosta eu te jogo do segundo andar dessa escola.  E não faz o teste viu.

( Cena 21) RESTAURANTE/PELA TARDE/MESA

Instrumental de fundo:

Adauto espera seu par.

Adauto: Mas que demora gsuis.  Pelas botas de Judas Tadeu que demora.

De repente chega o Japa em uma cadeira de roda.

Adauto: O que o Japa está fazendo aqui?

Japa: Oi Adauto!  O que você está fazendo aqui?

Adauto: Marquei um encontro e você?

Japa: Seu nome é Sérvio?

Adauto: O seu é Jeruzas?

Japa: Não creio nisso!

Adauto: Então você é gay mesmo.  Conta-me mais como é fingir ser heterossexual?

Japa: Senta ai vai e acalma essa boca retardada.

Adauto: Epa,  epa.  Olha como fala rapariga.

 ( Cena 22 ) ÍNDIA/MADURAI/NOITE

Trilha de fundo:

Sâmya vaga pelas ruas de Madurai.

Sâmya: Que drogaaaaa!  Isso é o que dá ser burra.  Fui confiar naquele lindo e bonitão e tomei no papeiro. Agora estou lisa. Que ódio!!! 

Um homem chega perto dela e fala.

Homem: HI

Sâmya: Oi!  O que é?

Homem: Então você é brasileira?

Sâmya : Sou!  Algum problema?

Homem: Nenhum.  Onde você mora?

Sâmya:  Você quem é?

Homem:  Sou uma pessoa que pode te ajudar agora. Quer um abrigo?

Sâmya : Lógico que quero.

Homem : Você só irá precisar fazer uns trabalhos para mim. 

Sâmya : Que trabalhos?

Homem: Me dá seu passaporte?

Sâmya : Eu nem tenho,  roubaram também.

Homem: Então venha comigo!  Eu lhe ajudo.

Sâmya o segue.  O homem olha para a câmera e dá um sorriso maligno.

Sâmya: Vai demorar muito?

Homem: É pertinho querida!

Alguns meses depois…

( Cena 23) CASA DE JÚLIO/PELA TARDE/SALA

Jeane conversa com Júlio.

Jeane: Sua vó vai vim para cá.

Júlio: Sério?

Jeane: Sim! Ela decidiu vim fazer uma visita.

Júlio: Eu preciso falar isso para a Deisiane.

Jeane: Vai lá à casa dela e  conta pessoalmente.

Júlio: Você tem razão!

( Cena 24) CASA SE DEISIANE/ PELA TARDE/QUARTO

Júlio contava novidade para Deisiane e ela o surpreende com uma notícia.

Deisiane: Eu preciso te falar uma coisa.

Júlio : O que foi?

Deisiane: Eu não tinha lhe falado porque eu não tinha certeza, mas agora eu tenho certeza. Eu ganhei uma bolsa para estudar em Boston.

Júlio fica paralisado sem falar nada.

Deisiane: Fala alguma coisa Júlio.

Júlio : Eu quero saber o que você escolheu.

Deisiane: Eu não escolhi nada ainda.

Júlio : Você quer ir?

Deisiane: Eu quero,  mas sem você eu não vou.

Júlio : Eu vou!  Eu vou dá um jeito e a gente vai ficar lá.  Eu,  você é minha mãe.

Deisiane: Obrigado amor!

Deisiane e Júlio se beijam.

( Cena 25) CEBB/NOITE/QUADRA

( DIA DA FORMATURA)

E vários casais estavam dançando na quadra.  Entre eles:

JÚLIO E DEISIANE

LUCAS E MIKA

VITÓRIA E ANDRÉ

JAPA E ADAUTO

Júlio : Estou tão feliz…

Deisiane: Eu também!  Embora tenha sido um ano conturbado. No fim deu tudo certo!

Júlio : Quem diria em…  Japa e Adauto!

Deisiane: Abafa ( risos )

Corta para Japa e Adauto.

Japa: Ei,não pisa no meu pé.

Adauto : Eu não estou pisando idiota.

Japa: Fecha a cara!

Adauto: Dá-me um beijo.

Japa dá um selinho em Adauto

Adauto: Querido eu falei um beijo!

Japa tasca um beijão em Adauto.

TODOS FICAM CHOCADOS!

( Cena 26)CASA DE JÚLIO/NOITE/SALA

Jeane revela para Júlio que tem uma doença no fígado.

Jeane: Esse é o motivo por sua vó está vindo.  Mas eu quero que você saiba que estou em tratamento a tempo e estou bem.  Seu irmão, a casa, eu cuido e faço tudo direto.

Júlio fala com as lágrimas correndo ao seu rosto: Doença?  Mãe?

Jeane: Já faz tempo que eu sei e não é mais surpresa pra mim.  Ei,  eu quero você bem. Não fique triste.

Instrumental de fundo:

Júlio abraça Jeane.

Júlio : Eu quero você bem mãe !

Dias depois…

( Cena 27) CASA DE JÚLIO /SALA/MADRUGADA

Instrumental fundo:

Júlio chora, mas sabe que se contar para Deisiane ela também não irá.

Júlio : Eu não posso acabar com a carreira dela.  Eu vou mentir e falar que vou depois,  mas não agora.  Minha mãe precisa continuar aqui e precisa ainda mais de mim.

( Cena 28) AEROPORTO /NOITE

Júlio se despede de Deisiane que acha que ele irá logo em seguida.

Instrumental de fundo:

Deisiane: A gente se encontra daqui algumas semanas, mas  vai ser ruim ir sozinha e ficar lá sozinha.

Júlio: Calma Deisiane, eu irei em breve. Falo com seus pais antes de ir.

Deisiane: Eu sei amor,  mas do mesmo jeito vai ser ruim.

Júlio : Vai,mas agora  você precisa ir.

Deisiane: Ai eu não consigo!

Júlio : Vai Deisiane!  Te amo!  Até breve meu amor…

Deisiane faz um sinal de beijo para Júlio e embarca.

As lágrimas escorrem sobre o rosto de Júlio. Ele sobe ao primeiro andar e ver o avião decolando.

Júlio : Queria tanto ir junto de você,  mas não posso. Quem sabe um dia eu irei ver você novamente.

( Cena 29) CASA DE DEISIANE/SALA/NOITE

Júlio volta para casa desolado.

Jeane: Você não foi com ela?

Júlio : Não,  eu não posso.

Jeane: Você pode e você vai. Sua vó chegou e está aqui no quarto.  Ela me falou que vai morar comigo.

Júlio : Mesmo assim mãe eu não posso te deixar assim dessa forma.

Jeane: Você não entendeu o que eu falei?  Eu quis dizer que  eu vou para Boston.

Jeane: Sua vó vai pagar todo o meu tratamento.

Júlio sorrir e abraça Jeane.

Júlio : Cadê minha vó que eu quero abraçar ela?

Júlio chega ao quarto e se joga sobre sua vó.

Júlio : Que saudade!

Verlundia: Eu também meu filho. 

( Cena 30) BOSTON /AEROPORTO/MANHÃ

Júlio,  Jeane e Merlunda chegam em Boston e ver Deisiane. Deisiane vai correndo e pula nos braços de Júlio. André e Vitória engataram um namoro e até hoje estão namorando sério. Lucas começou faculdade de jornalismo e Mika foi fazer algo da saúde.  Os dois também permanecem juntos. Japa e Adauto?  Sim,  eles assumiram o namoro para seus pais e eles aceitaram numa boa.  Japa recuperou os movimentos das pernas e hoje trabalha ajudando pessoas com necessidades físicas,  já Adauto abriu um salão de beleza que faz bastante sucesso.  Jeane conseguiu a cura do câncer e vive em uma casa com um coroa americano. Minha vó nem parece ter 73 anos e após 02 anos esbanja muita saúde. Sâmya?   Não sei o que aconteceu com ela,  mas ouvi boatos que ela estaria se prostituindo em algum país da Ásia ou África. Eu e Deisiane? Estamos aproveitando muito Boston. Ela é meu braço direito e eu sou o esquerdo para ela( risos). Abrimos um restaurante que está bombando com os gringos. 

(Cena 31) BRASIL/ CASA DE JAPA/ NOITE/

Adauto brigando com Japa.

Adauto: Japaaa!!!!!!  Limpa essa casa ridículo.

Japa : Calma limpo já!

Adauto: Você não estar mais aleijado então trate de fazer as coisa.  É bom você fazer,  pois se demorar vai ficar aleijado de verdade e eu não estou brincando

Japa : Estou indo Adauto!

Adauto olha para a câmera e fala:

Adauto : Comigo é assim!  Beijos Brasil!  Aprende ai.

(Cena 32) BOSTON/DIA/RUA/JARDIM/

Instrumental fundo: 

Câmera foca em Júlio e Deisiane correndo sobre a grama.

Júlio  (pensamento): A vida me ensinou a ser forte,  me ensinou a dá mais valor às coisas simples. Você não precisa de tudo para ser incrível,  você só precisa do seu tudo para ser capaz de fazer algo incrível.  Não desista da vida,  a cada nível que passamos ficamos mais fortes e com mais vontade de passar novas fases,  até zerar o jogo.  O jogo da vida não tem fim, pois nem mesmo a morte é o fim.  É apenas um recomeço.  Eu sou muito feliz com tudo o que tenho.  E você?  Também é?

A cena escurece!

Trilha de encerramento:

Agradecimentos do autor: Obrigado a todos que acompanharam mais uma temporada de CT. Em breve mais projetos meus. Agradecimentos do diretor geral: Eu agradeço a todos vocês que estiveram juntos conosco nesse projeto e é com uma enorme honra que digo a todos vocês que essa foi a temporada de maior audiência e repercussão dentre todas que aqui já passaram. Obrigado pelo carinho, pela leitura, pelas críticas e por ter nos ajudado a construir essa história.

Coração Teen Fim

CORAÇÃO TEEN NOVA TEMPORADA – Segunda, Quarta e Sexta às 19h

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s