“Profissão Repórter” desta quarta (24/08/16) – Número alarmante de homicídios no Brasil

Profissão Repórter

O programa Profissão Repórter desta quarta-feira, dia 24/08/16, apresenta um estudo coordenado pelo professor Julio Jacobo Waiselfisz usou dados do IBGE e do Ministério da Saúde de 2014 para mostrar a evolução da violência em estados e municípios brasileiros.

Alagoas, por exemplo, é o estado mais violento para os negros – de cada 13 vítimas de homicídio, 12 são negras. Essa é uma das conclusões do Mapa da Violência 2016 que o Profissão Repórter teve acesso em primeira mão. O repórter Caco Barcellos encontra o coveiro do cemitério São José.

O maior de Maceió, se preparando para mais um enterro. O repórter Estevan Muniz acompanha o trabalho dos socorristas do Samu e da delegacia de homicídios de São Luís.  Os casos de homicídios acontecem, na maioria das vezes, no meio da rua, na porta da casa da vítima.

Segundo dados do Mapa da Violência, São Luís passou a ser a capital mais violenta do país. O Profissão Repórter investigou os motivos do aumento dos assassinatos na cidade. O repórter Victor Ferreira teve acesso aos boletins de ocorrência de 37 assassinatos que aconteceram em Mata de São João, na Bahia, em 2014.

Segundo a promotora da cidade, Luiza Amoedo, 32 mortes nunca chegaram a ser comunicadas à Justiça pela delegacia da cidade. A Bahia tem seis das dez cidades com a maior taxa de homicídio no Brasil. Mata de São João é uma delas. O Profissão Repórter começa logo depois do Futebol ao Vivo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s